Ikea aposta na personalização para gamers

06/09/2019
Já existem mais de 2 milhões de ‘gamers’ em todo o mundo e este número continua a crescer, mas, surpreendentemente, este mercado é mais ou menos ignorado em termos de design de mobiliário, personalização e acessibilidade. Depois de um ano de trabalho em conjunto, a Unyq, a Area Academy e a Ikea apresentam agora os primeiros protótipos da gama Uppkoppla, que inclui uma série de produtos para mudar a experiência de jogo dos ‘gamers’.
foto
Bracelete de pulseira para melhorar a precisão do jogo. Foto: Inter Ikea Systems B.V. 2019.

Em colaboração com a Unyq, uma empresa de design que oferece roupas médicas impressas em 3D e Area Academy, bem conhecida por suas estruturas educativas, programas e cursos na área dos desportos eletrónicos, a Ikea quer começar a melhorar a vida dos jogadores em casa. "É verdade que nunca antes vimos todo o potencial deste grupo e não estudamos as suas necessidades específicas tanto quanto deveríamos. Há muitos mitos e mal-entendidos sobre os jogadores. Na verdade, é um grande grupo de pessoas de todas as idades onde o jogo é até mesmo um trabalho a tempo integral para alguns", diz Michael Nikolic, líder criativo da Ikea Sweden. Ao explorar a técnica da Unyq, baseada numa digitalização inicial do corpo para adicionar um ajuste pessoal aos produtos impressos em 3D, é possível personalizar os produtos para diferentes necessidades físicas e gostos. A longo prazo, a Ikea pretende aplicar os novos conhecimentos a outros grupos de pessoas e clientes com necessidades específicas.

Os primeiros protótipos Uppkoppla, bem como uma aplicação para a captura de dados biométricos, foram apresentados em junho no Democratic Design Days em Älmhult, Suécia. A gama inclui acessórios de jogos personalizados, cadeiras e mesas, uma pulseira, um teclado, um 'mouse bungee', e um suporte para rato que melhora a precisão nos jogos.

Jaba traducción técnica espcializadaMoldPlas 2019

interplast.pt

InterPLAST - informação para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial