O acordo visa desenvolver a tecnologia de computação quântica e assim responder aos desafios do futuro da indústria química

Covestro e Google estabelecem acordo de cooperação

22/07/2020

Menos tempo, menos recursos, processos mais eficientes e amigos do ambiente e materiais completamente novos - este é o futuro da indústria química, que será possível graças à computação quântica. A Covestro quer ser pioneira e começar já a usar esta tecnologia para investigar novas possibilidades no campo das simulações químicas. Para tal, estabeleceu um acordo com a Google que visa impulsionar a investigação baseada no desenvolvimento de algoritmos. Desta forma, será possível resolver simulações complexas num período de tempo mais curto do que o utilizado pelos computadores tradicionais.

foto

“A computação quântica abre novas perspetivas inovadoras para a nossa indústria. Por conseguinte, queremos investir especificamente no desenvolvimento futuro desta tecnologia e desenvolver conhecimentos especializados”, diz Markus Steilemann, CEO da Covestro. "A parceria com a Google dá-nos a oportunidade de o fazer e, até agora, é a única no setor”.

A parceria entre a Google e a Covestro constitui a base para uma cooperação científica conjunta. O principal objetivo é o desenvolvimento futuro da tecnologia quântica e como esta pode ser utilizada para resolver os problemas químicos do futuro. A Google fornece o hardware e o acesso aos seus especialistas tecnológicos. Por seu lado, a Covestro assume um papel pioneiro na investigação e desenvolvimento digital para testar e desenvolver novos métodos de computação quântica para a indústria química.

As novas dimensões da computação quântica

A Covestro tem vindo a investir, desde há três anos, na investigação e desenvolvimento digital. A computação quântica está agora no centro das atenções da empresa, com o objetivo de encontrar novos processos digitais de investigação. Esta tecnologia informática virada para o futuro é a chave para o conhecimento necessário, por exemplo, para fazer avançar com sucesso a economia circular. Com a ajuda da computação quântica, os detalhes de processos de reação química altamente complexos podem ser simulados e avaliados digitalmente em muito pouco tempo.

Hartmut Neven, chefe do grupo Google AI Quantum, diz: "Estamos a avançar na computação quântica desenvolvendo novos processadores e algoritmos quânticos para ajudar os parceiros da indústria a resolver os seus problemas. Estamos muito felizes e gratos por poder colaborar com a grande equipa de cientistas da Covestro”.

A computação quântica é um novo paradigma que desempenhará um papel importante na aceleração das tarefas informáticas. A Google quer oferecer a investigadores e programadores acesso a estruturas de código aberto e capacidades informáticas que possam operar para além das formas clássicas. Através desta nova abordagem, a Google irá desenvolver inovações futuras, incluindo inteligência artificial, e está empenhada na construção de hardware e software quântico especializado.

Na mesma linha, a Covestro pretende aproveitar o sucesso de investimentos anteriores e aprofundar ainda mais as suas competências globais em química computacional. A longo prazo, a tecnologia pode ir muito além das possibilidades da computação de alto desempenho. Com a expansão de um computador de alto desempenho para simulações na sua sede, em Leverkusen, e o impulso para uma nova plataforma global de dados de investigação durante mais de um ano, a Covestro está a tirar partido do potencial que a transformação digital traz para a indústria química.

InterPlastInterplast20 Years Jaba traduçao técnica especializada 4.0InterPlast Acompanhe no Facebook

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

interplast.pt

InterPLAST - informação para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial