Dukane: soluções de soldadura para indústria de plásticos

Resíduos do setor agrícola como alternativa às embalagens de plástico: a ideia vencedora do Green Alley Award 2021

Redação Induglobal28/04/2021

Este ano, o prémio Green Alley foi atribuído à Traceless Materials, empresa alemã que apresentou uma alternativa biodegradável ao plástico, feita a partir de resíduos do setor agrícola. Este concurso, organizado anualmente pelo Grupo Landbell, atribui 25 mil euros às melhores iniciativas europeias alinhadas com os preceitos da economia circular.

foto
Anne Lamp, fundadora e CEO da Traceless Materials.

Os seis finalistas apresentaram os seus projetos numa gala que este ano, devido à pandemia, foi virtual.

A Traceless Materials desenvolveu uma tecnologia que permite transformar resíduos do setor agrícola numa alternativa sustentável ao filme e às embalagens de plástico rígido. O resultado é um material que, para além de ser completamente biodegradável, também pode ser compostado dentro de duas a nove semanas quando colocado num recipiente de compostagem orgânica.

Jan Patrick Schulz, CEO do Grupo Landbell disse durante o evento de atribuição de prémios que “as startups ligadas à economia circular, como a Traceless Materials, trabalham intensamente para responder às expectativas de sustentabilidade dos consumidores. Com o Green Alley Award, queremos promover precisamente aqueles modelos empresariais que combinam a conservação dos nossos recursos com o sucesso empresarial”.

“O que nos motivou a desenvolver esta ideia foi a abordagem holística bio-circular para produzir uma alternativa amiga do ambiente ao plástico convencional. O nosso produto não necessita de aditivos nocivos e pode poupar até 87% de emissões de carbono, além de ser competitivo em termos de preço e de propriedades. Esta solução está também alinhada com a proibição da União Europeia de utilização de certos plásticos de utilização única, que entrará em vigor em julho deste ano”, acrescenta Schulz.

Anne Lamp, fundadora e CEO da Traceless Materials, mostrou-se satisfeita com o prémio. “O prémio Green Alley vai ajudar-nos a dar a conhecer a nossa alternativa inovadora, concebida para respeitar a natureza. O nosso objetivo é estabelecer a Traceless como uma marca baseada nos seus materiais, criando consciência e procura da nossa solução única e sustentável entre os consumidores finais. E um passo nesse sentido é através de certificações e educação, que é para onde irá o prémio em dinheiro de 25.000 euros”, explicou.

O Green Alley Award é o primeiro prémio europeu que recompensa as startups centradas no desenvolvimento da economia circular. Desde 2014, o Grupo Landbell premia anualmente jovens empresas cujas soluções empresariais promovem a utilização de menos recursos finitos e reduzem a produção de resíduos. Em 2021, um total de 189 startups de mais de 30 países apresentaram os seus projetos nas categorias de economia circular digital, reciclagem ou prevenção de resíduos. Em março, o Grupo Landbell nomeou os seis finalistas, que incluíram soluções inovadoras como um plástico sustentável feito de vestuário descartado, uma membrana ecológica para utilização em vestuário técnico de exterior ou uma plataforma digital para melhorar a rastreabilidade na indústria da moda.

“Estamos muito satisfeitos por, mais uma vez, podermos apresentar um forte vencedor. A Traceless Materials, com o seu modelo de negócio convincente, oferece uma alternativa completamente natural aos plásticos convencionais, bem como aos bioplásticos. Eles podem realmente fazer a diferença no caminho para a economia circular”, conclui Schulz.

Jaba: tradução 4.0

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

interplast.pt

InterPLAST - informação para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial