Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Engel na Fakuma 2021: foco na digitalização e na sustentabilidade

19/10/2021

À medida que o grau de digitalização aumenta nos processos de moldagem por injeção, o mesmo acontece com o volume de dados. Os dados contêm uma grande quantidade de informação, mas esta não serve de nada se não soubermos utilizá-la. Durante a Fakuma 2021, a Engel apresentou um novo serviço de análise de dados que promete ajudar os seus clientes a extrair informação vital e a utilizá-la para otimizar o processo de produção. Durante o evento, a empresa teve em exposição diversos equipamentos, com destaque para a e-speed 420/90 numa aplicação paredes finas.

O que dizem os dados sobre a estabilidade do processo? Quais são as causas das variações do processo e das falhas de qualidade? E, afinal de contas, que dados são relevantes? Os especialistas em dados são treinados para responder a estas questões, no entanto, a maior parte das empresas não tem estes profissionais nos seus quadros. Com a inclusão do novo pacote ‘analitics’ no seu serviço de otimização de processos performance.boost, a Engel passa a oferecer esta especialização como um serviço.

“Criámos recursos humanos especificamente para a nova oferta”, relata o Johannes Kilian, diretor de Tecnologias de Processo e injeção 4.0 na sede da Engel em Schwertberg, Áustria. “Os nossos cientistas de dados têm anos de experiência em moldagem por injeção, para além de uma bem fundamentada formação em análise de dados. Compreendem a máquina de moldagem por injeção e as tecnologias de processamento, e essa é precisamente a maior vantagem do analytics performance.boost face a outras ofertas no mercado”.

foto

O perfomance.boost analytics torna clara a ligação entre os dados analisados e a qualidade da peça, e revela as ações concretas necessárias para alcançar uma qualidade consistentemente elevada.

Caça aos rejeitados

Os cientistas de dados da Engel analisam sistematicamente os dados disponíveis para cada aplicação específica, processam visualmente os resultados e desenvolvem recomendações concretas de ação. Por exemplo, para aumentar a eficiência da produção ou reduzir a taxa de rejeição.

Se as rejeições forem identificadas demasiado tarde e a causa raiz das mesmas não for identificada, é necessário analisar os dados recolhidos durante um período de tempo mais longo. E é aqui que reside a vantagem dos especialistas em dados em relação aos engenheiros. Os dados obtidos da produção e do processamento, bem como do controlo de qualidade, são dados em bruto. A sua análise permite uma compreensão das causas de rejeição, revela alterações graduais de qualidade e permite identificar tendências a longo prazo. Ao fazê-lo, o novo pacote de serviços ‘analytics’ vai mais longe do que os pacotes performance.boost previamente disponíveis.

foto
A Engel expôs na Fakuma uma máquina e-speed 420/90, com IML integrado, a produzir embalagens de margarina em polipropileno.

Foco na sustentabilidade

Durante a Fakuma, a Engel colocou a tónica no tema da sustentabilidade. A empresa teve em exposição uma máquina e-speed 420/90, com IML integrado, a produzir embalagens de margarina em polipropileno (monomaterial, 100% reciclável), num processo de injeção- compressão completamente automatizado. As embalagens, com uma espessura de 0,4 mm (incluindo rótulo), eram retiradas do molde ‘stack’ de 4+4 cavidades por um sistema automatizado de alta velocidade e colocadas num tapete transportador para inspeção por câmara.

A tendência contínua para reduzir a espessura das paredes das embalagens está a levar a relações cada vez mais extremas entre o trajeto do fluxo e a espessura da parede, que se situam frequentemente na gama de 1:400. A partir de uma relação de 1:300 ou superior, a qualidade consistente só pode ser alcançada pelo processo de moldagem por injeção e compressão. Este processo permite menores forças de fecho em comparação com a injeção tradicional, a que acresce o facto ser possível moldar materiais de alta viscosidade. Em resumo, isto significa um consumo de energia reduzido e custos unitários competitivos.

foto
A embalagem produzida, com apenas 0,4 mm de espessura (incluindo rótulo).
Reciclagem, tecnologia de paredes finas, eficiência energética e transparência da informação são fundamentais para o sucesso de qualquer economia circular

No entanto, a moldagem por injeção-compressão tende a ser vista como inviável em moldes ‘stack’, isto porque para muitas máquinas de moldagem por injeção, a velocidade dos movimentos do prato é insuficiente para um molde ‘stack’. Não é isso que acontece com a e-speed da Engel, concebida para lidar com o rendimento a longo prazo e de alto desempenho exigido pela indústria de embalagem. A unidade de fecho acionada eletricamente e o desenho da alavanca basculante facilitam cursos de compressão muito rápidos e curtos - 4 mm no caso das embalagens de margarina. Os movimentos paralelos podem ser controlados de forma exata, um pré-requisito para coordenar o curso de compressão e o perfil de injeção com o grau de precisão necessário.

Paralelamente a este processo, a Engel aproveitou para exibir uma aplicação de economia circula: o desperdício dos rótulos usados na embalagem de margarina foi triturado e utilizado para produzir tampas (para diversas aplicações logísticas) numa victory 460/80, com um molde de 8 cavidades.

Reciclagem, tecnologia de paredes finas, eficiência energética e transparência da informação são fundamentais para o sucesso de qualquer economia circular - e o stand da Engel na Fakuma demonstrou isso mesmo. Em Portgal, a marca é representada pela Equipack.

foto
O desperdício dos rótulos foi triturado e utilizado para produzir tampas numa victory 460/80.
Jaba: tradução 4.0

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

interplast.pt

InterPLAST - Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial