Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa
As peças estiveram em exposição na Fakuma 2021

Efeito mármore decorativo em peças moldadas por injeção

21/10/2021

Graças a uma nova tecnologia da BASF, com patente pendente, é agora possível produzir componentes em série marmoreados, feitos a partir da polietersulfona Ultrason [1], utilizando um processo padrão de moldagem por injeção. A técnica abre possibilidades praticamente ilimitadas para os designers utilizarem a poliarileterulfona da BASF para colorir eletrodomésticos, taças e recipientes para restauração, bem como componentes visíveis de aparelhos elétricos e eletrónicos.

foto
Os componentes marmorizados feitos de Ultrason podem ser usados em artigos domésticos como taças, copos, pratos e são aptos para uso em microondas.

Pela primeira vez, podem ser reproduzidos efeitos de superfície, tais como tonalidades de cor, traços de cor e padrões: As peças moldadas por injeção de uma mesma série parecem iguais, mas não são completamente idênticas. A técnica agora desenvolvida pela BASF provou ser bem-sucedida com os dois graus Ultrason E (PESU: poliéterulfona) e Ultrason P (PPSU: polifenilsulfona) para a produção de peças únicas, que beneficiam ao mesmo tempo das excelentes propriedades do Ultrason em termos de resistência mecânica, térmica e química, bem como da aprovação para o contacto com alimentos.

O novo processo, desenvolvido na fábrica piloto da BASF em Ludwigshafen (Alemanha), torna possível produzir peças moldadas com efeito marmoreado em máquinas convencionais de moldagem por injeção mais facilmente e com um maior grau de fiabilidade de processo do que antes, utilizando novos tipos de bicos e uma técnica de dosagem especial. Com a sua coloração levemente ‘melada’, os grânulos de Ultrason são adequados para tonalidades claras, bem como para padrões abstratos que se assemelham a materiais naturais, tais como madeira ou mármore. “Os efeitos do mármore têm sido sempre um atrativo no mundo dos plásticos”, diz Georg Graessel responsável pelo desenvolvimento comercial global do Ultrason na BASF. "Até agora, estes efeitos só eram possíveis com moldagem por injeção complexa de dois componentes e não garantiam a reprodutibilidade. Com o marmoreado, estamos a acrescentar outra forma de coloração às já versáteis possibilidades de design do Ultrason. Com um controlo adequado da temperatura da máquina de injeção, são possíveis padrões atrativos e de alto contraste para os nossos grau de injeção P e E”.

Os componentes marmorizados feitos de Ultrason podem ser usados de várias maneiras: em artigos domésticos como taças, copos, pratos, e utensílios de restauração para uso em microondas. Além disso, podem ser aplicados efeitos de marmoreado em armações de óculos, pegas, assim como componentes visíveis de aparelhos elétricos e eletrónicos, painéis decorativos e coberturas. Estas aplicações beneficiam das excelentes propriedades da poliarilterulfona da BASF: resistência ao vapor até 180°C, excelente resistência e tenacidade numa vasta gama de temperaturas, muito boa resistência aos agentes de limpeza industrial, e esterilização repetida. O Ultrason tem também as aprovações alimentares relevantes para a UE e os EUA.

Neste processo, a marmorização é feita em máquinas de injeção convencionais equipadas apenas com uma unidade de plastificação e um bico aberto. O material de base pré-colorido e o masterbatch de cor de alto contraste devem ser alimentados de forma sincronizada com o ciclo de moldagem por injeção. Os padrões na peça moldada são então obtidos através da separação e junção dos fluxos de fusão. Isto é feito com insertos no bico de injeção, fabricadas por impressão 3D. Estes insertos oferecem grande liberdade de desenho: não só podem ser criados padrões de imagem-espelho, mas também padrões rotacionalmente simétricos, algo impossível de realizar até à data. Outros fatores que influenciam o desenho do molde são o próprio desenho do bico, o sistema de válvula do molde, a localização da válvula, e o comportamento do fluxo do material durante o enchimento do molde. Para além de PESU e PPSU, a nova técnica BASF é também adequada para o Ultrason S e outros termoplásticos.

[1] Ultrason é o nome comercial da gama de produtos da BASF de polietersulfona (Ultrason E), polisulfona (Ultrason S) e polifenilsulfona (Ultrason P). O material de alto desempenho é utilizado para fabricar componentes leves nas indústrias eletrónica, automóvel e aeroespacial, bem como em membranas de filtração de água e em peças que entram em contacto com água quente e alimentos. Devido ao seu extraordinário perfil de propriedades, as qualidades do Ultrason podem substituir termoendurecíveis, metais e cerâmicas em muitas aplicações.

Jaba: tradução 4.0

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

interplast.pt

InterPLAST - Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial