Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Os benefícios da rede 5G no mundo industrial

Gonçalo Santos, Selectra Portugal18/02/2022
A nova geração de comunicações 5G oferece ao setor da automatização oportunidades significativas para o desenvolvimento e implementação de condução conectada e automatizada, sendo um pré-requisito essencial para a ‘fábrica inteligente’ do futuro. A rede 5G é, juntamente com outras tecnologias disruptivas, como a Internet das Coisas, inteligência artificial, análise avançada de dados, automatização de processos, robótica, cloud computing, realidade virtual e aumentada, impressão 3D ou até drones, um elemento chave na transformação digital em que nos encontramos atualmente.
foto

Apesar de ainda não estar no seu auge, a rede 5G chegou para revolucionar o mundo e a forma como vemos as comunicações e não apenas no âmbito doméstico, mas também no mundo industrial. No artigo de hoje, destacaremos algumas das principais vantagens que o setor da indústria irá beneficiar com o 'boom' da rede de quinta geração.

1. Novo nível nas comunicações sem fios

A 5G não traz apenas maior capacidade de download de dados. Também oferecerá um novo nível no que diz respeito às comunicações móveis: todos os tipos de sensores, dispositivos e máquinas. A velocidade de transmissão de informações será cerca de 20 vezes mais rápida que na rede 4G (velocidade de pico de 20 Gbps) e a latência será praticamente nula (menos de 1 milissegundo).

Isto permitirá, pela primeira vez, ter comunicações críticas em tempo real, mantendo uma fiabilidade de quase 100%. Portanto, aplicações que necessitem de uma alta fiabilidade e segurança, poderão ser, a partir de agora, implementadas sem fios através da rede 5G, abrindo vários cenários de aplicação.

2. Vantagem competitiva para a indústria

Alguns especialistas estimam que, em 2025, haverá mais de 70 biliões de dispositivos conectados à internet, e muitos deles estarão no campo industrial graças ao desenvolvimento da IoT. Esta tecnologia permitirá um nível de automatização e conectividade dentro da indústria como nunca antes visto, o que será considerado como a ‘Smart Factory’ do futuro. As empresas que não incorporarem os sistemas da 5G no seu campo de atuação, podem perder um comboio que irá em alta velocidade, impedindo-lhes de acompanhar o mercado e, assim, ficarem para trás.

3. Maior segurança, eficiência e flexibilidade na produção

Podemos imaginar os centros de produção do futuro muito diferentes dos atuais. Atualmente temos linhas de produção com grandes máquinas que dificilmente permitem mudanças e reconfigurações. Na indústria do futuro, composta por dispositivos móveis muito mais flexíveis e configuráveis, tudo isto apresentará outra dinâmica.

A capacidade de operar de forma remota será um dos fatores que possibilitarão isto, garantindo assim, uma comunicação muito mais eficiente entre trabalhadores, máquinas e dispositivos e o resto da instalação.

4. Maiores níveis de produtividade e segurança

As redes 5G podem ser organizadas de diversas formas, sendo uma opção muito interessante para as empresas estabelecerem a sua própria rede 5G local otimizada para um uso específico. Isto vai permitir a criação de redes muito seguras (essa segurança dependerá da própria empresa, não de outros operadores) e configuradas de forma otimizada para o uso que a indústria necessita.

Além da melhoria na segurança dos dados, existe uma redução nos riscos para a própria empresa.

5. A mudança para 5G é simples

Atualmente, os dispositivos novos já estão preparados para se beneficiarem da rede 5G. Na indústria, para que essa revolução seja possível, é importante adaptar a maquinaria e as infraestruturas de modo a serem compatíveis com esta tecnologia. Tecnicamente, não é tão complicado como pode parecer, pois existem empresas que oferecem serviços e equipamentos para ajudá-lo a conectar todos os tipos de dispositivos industriais para que possam passar a usar este novo standard de comunicação.

6. Permitirá o desenvolvimento da Network Slicing.

A Network Slicing permitirá que as redes tradicionais sejam divididas em redes virtuais (slices) onde cada uma pode ser personalizada para atender a determinadas necessidades. Desta forma, uma única rede 5G física poderia ser dividida em várias redes virtuais para diferentes tipos de serviços, onde, por exemplo, numa delas se pode priorizar uma menor latência, e noutra, uma maior capacidade ou rendimento.

Este sistema maximiza a flexibilidade das redes, a eficiência do seu uso e reduz ainda os custos operacionais.

As redes 5G permitem ainda, a otimização do consumo de energia. O apoio é dado na gestão inteligente de energia, com medições inteligentes nos sistemas de rede, com a supervisão da Internet das Coisas (IoT) e análises baseadas em soluções de Inteligência Artificial (IA). Tudo isto contribui para implementar determinadas ações, como desligar máquinas específicas de forma automática, ou em maior escala, a gestão da infraestrutura inteligente ao nível de cidade.

A rede 5G está em desenvolvimento e ainda não atingiu todo o seu potencial. Ainda que este horizonte temporal não esteja totalmente definido, é certo que estará nos próximos anos. Quando este momento chegar, as empresas terão a oportunidade de incorporar esta tecnologia, aproveitar os seus benefícios e aderir à revolução das Smart Factories.

Maior velocidade de internet, menor latência e maior capacidade para os dispositivos, permitirá aumentar os níveis de automatização e uso de sistemas inteligentes que revolucionarão a indústria.

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

interplast.pt

InterPLAST - Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial