Atlas Copco Rental: ar comprimido
Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Linhas de reciclagem Gamma Meccanica: confira o que uma nova tecnologia disponibiliza ao mercado

02/05/2023

Remonta a 1987 o início dos projetos e a produção de linhas de reciclagem da Gamma Meccanica S.P.A.. A tecnologia da empresa italiana neste segmento é respaldada pelo alto nível de automação e eficiência energética. Prova disso são os recentes Tandem e Tandem Plus, que contribuíram decisivamente para o sucesso da empresa no mercado.

As linhas Tandem GM permitem reciclar 100% de materiais impressos, contaminados e com elevado grau de humidade (até 12%). Graças à combinação de um único equipamento com uma extrusora de rosca dupla e uma câmara de desgaseificação especial, a linha Tandem Plus melhora as características durante o processo de upcycling, o que a torna ideal para a produção de compostos a partir de materiais reciclados para aplicações especiais.

A linha GM 100 Compac, apresentada na K 2022, apresenta um novo design, esteticamente homogéneo
A linha GM 100 Compac, apresentada na K 2022, apresenta um novo design, esteticamente homogéneo.

Para melhorar ainda mais o desempenho em termos de produção, eficiência e qualidade do produto final, a empresa desenvolveu um novo design para as suas linhas. A série passou a exibir um visual esteticamente homogéneo. O novo layout compacto ajuda a economizar espaço e caracteriza-se pelo menor consumo de energia.

A primeira linha produzida com este novo design, a GM100 Compac, foi apresentada na K 2022.

Entre os vários recursos oferecidos, destaque para um melhor desempenho, obtido graças a um isolamento mais eficiente, projetado para menor dispersão de calor e maior controlo de temperatura das várias áreas. A capacidade de produção da linha Compac GM100 é de cerca de 500 kg/h, dependendo do tipo de material a ser reciclado e das condições de processamento.

Andrea Burini, vice-presidente da Gamma Meccanica
Andrea Burini, vice-presidente da Gamma Meccanica.

A composição típica da série GM Compac exibe sistema de alimentação equipado com compactadores de cortador e densificador com sistema ecotrónico para controlo de energia. O material pode ser carregado com correia transportadora, alimentador de rolo e unidades de dosagem. A rosca de alimentação foi projetada para transportar e compactar o material e empurra o produto (especialmente os de baixa densidade a granel) para o fuso de extrusão. A velocidade do parafuso é ajustada automaticamente para manter a produção constante da extrusora.

Uma extrusora (ou duas, no caso de modelos em tandem) está equipada com uma ou mais câmaras de desgaseificação e, no final do equipamento, está instalado um trocador de tela fornecido por um dos parceiros da Gamma Meccanica. O processo de granulação é realizado com o corte do material derretido dentro dos sistemas TDA Pelletizer, projetados pela empresa não só para garantir a mais alta qualidade do grânulo, mas também para fazer uma sequência de início/paragem rápida e uma rápida mudança de material.

Esta linha será instalada no novo Centro de Tecnologia que a Gamma irá colocar à disposição dos clientes para testar os materiais fornecidos e para verificar a qualidade dos processos. Mesmo perante o aumento de situações desafiadoras, a Gamma Meccanica está a trabalhar para melhorar os processos de reciclagem e tornar o princípio da economia circular cada vez mais eficaz.

Imagen

Andrea Burini, vice-presidente da Gamma Meccanica, revela em primeira mão que, com as novas linhas, a empresa pretende “´resgatar´ cada vez mais os plásticos desperdiçados, economizar energia e recuperar o maior número possível de materiais, graças às mais recentes soluções tecnológicas”.

Nos últimos anos, a Gamma recebeu uma série de sugestões, informações e solicitações para desenvolver uma nova geração de máquinas capazes de melhorar o desempenho e a aplicação em materiais mais difíceis de recuperar". Burini afirma ainda que, "se todo os resíduos fossem desviados dos aterros para fábricas de reciclagem e se as tecnologias mais avançadas para a sua recuperação fossem aplicadas, seria possível reciclar uma quantidade adicional igual a mais de 5 milhões de toneladas/ano de resíduos plásticos, com uma redução de cerca de 7 milhões de toneladas de emissões de CO2. A nossa experiência e expertise, combinadas com um alto nível de know how, permitem-nos dar resposta à procura dos mercados internacionais e propor soluções feitas à medida de cada cliente. Temos muitas inovações reservadas para revelar ao mercado e temos certeza de que, mais uma vez, o nosso compromisso e a nossa experiência serão recompensados com a satisfação dos nossos clientes em todo o mundo”, conclui Burini.

Com as tecnologias adequadas, seria possível reciclar mais 5 milhões de toneladas/ano de resíduos plásticos
foto

REVISTAS

Siga-nos

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter InterPlast

    12/06/2024

  • Newsletter InterPlast

    05/06/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

interplast.pt

InterPLAST - Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial