Atlas Copco Rental: ar comprimido
Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

“Facilidade de utilização, digitalização, sustentabilidade e inteligência artificial são as palavras-chave da robótica atual”

Entrevista com Marina Bill, presidente da Federação Internacional de Robótica (IFR)

08/11/2023

A falta de profissionais na indústria é um dos desafios mais prementes para as pequenas e médias empresas (PME) dos países da OCDE. Felizmente, com os robôs cada vez mais fáceis de instalar, implantar e operar, as PMEs têm agora maior acesso à automatização. Nesta entrevista, Marina Bill, presidente da Federação Internacional de Robótica (IFR), fala-nos da nova plataforma online Go4Robotics, lançada para apoiar as empresas neste caminho, e analisa como a IA pode contribuir para acelerar o processo de robotização da indústria.

Pode dar-nos uma breve panorâmica do setor? Como está, por exemplo, a implementação de robôs na Europa, EUA e Ásia?

A indústria global da robótica está a atravessar uma fase positiva. De acordo com os nossos dados, mais de meio milhão de novos robôs foram instalados em 2022, o que corresponde a mais 5% do que as instalações registadas em 2021. A Ásia assumiu a liderança com 73% do consumo, seguida pela Europa com 15% e as Américas com 10%.

Só a China representa 52% da procura mundial. Mas há desempenhos interessantes noutros países, como os Estados Unidos e a Itália. Em 2022, os Estados Unidos viram o número de novas instalações crescer 10% em relação ao ano anterior, impulsionado pelos investimentos do setor automóvel.

Na Europa, 71 mil novos robôs foram instalados em 2022. A Alemanha foi responsável por 36% das novas instalações, embora tenha sido ligeiramente inferior ao ano anterior, enquanto a Itália representou 16% do total da área, um aumento de 8% no consumo em relação a 2021.

Dados premilinares referentes a 2023 também apontam para um ano positivo1: terá havido um aumento de 7% na procura por robôs, o que corresponde a cerca de 590 mil novas unidades. A tendência deverá manter-se em 2024, ano em que esperamos que as vendas atinjam as 600 mil unidades.

“O setor da robótica é agora um ecossistema grande e variado, incluindo múltiplos intervenientes que operam numa variedade de disciplinas”...
“O setor da robótica é agora um ecossistema grande e variado, incluindo múltiplos intervenientes que operam numa variedade de disciplinas”, diz a presidente da IFR.

Quais são as principais tendências de inovação no setor da robótica?

Facilidade de utilização, digitalização e sustentabilidade: estas são, sem dúvida, as três principais tendências que mais influenciam - e continuarão a influenciar num futuro próximo - o setor da robótica. Concretamente, a primeira tendência diz respeito à acessibilidade e à facilidade de utilização dos robôs, para que possam ser operados e conduzidos por todos os operadores, mesmo os menos experientes.

A segunda tendência, a digitalização, é hoje indispensável para o setor. De facto, os robôs fazem agora parte de um ecossistema digital conectado, que inclui a computação em nuvem, os megadados, o 5G e a IA, com claras vantagens em termos de custo, velocidade e variedade de aplicações.

Por último, a sustentabilidade: os robôs contribuem significativamente para aumentar a competitividade das empresas e, em particular, para otimizar os custos de material e energia. Nos próximos anos, esperamos numerosas inovações e avanços neste domínio.

Qual é a sua opinião sobre a implantação da IA e da robótica na indústria transformadora?

A Inteligência Artificial é um elemento essencial do ecossistema digital conectado que acabámos de mencionar e as suas soluções são ferramentas valiosas para tirar o máximo partido da utilização de robôs nas fábricas. O declínio da população, a dificuldade em encontrar e disponibilizar pessoal qualificado, bem como a possibilidade de situações imprevisíveis, como a pandemia de 2020, tornam estas tecnologias cada vez mais indispensáveis.

A robótica e a inteligência artificial andam cada vez mais de mãos dadas, pois podem representar uma resposta interessante à necessidade de trazer alguma produção de volta aos países tradicionais, bem como ao desenvolvimento da atividade das pequenas e médias empresas. Graças à inteligência artificial, estas empresas podem seguir o seu percurso de desenvolvimento digital de forma mais rápida e consciente.

Para facilitar este 'salto para a inovação', a IFR lançou o projeto Go4Robotics, uma plataforma digital destinada a novos utilizadores com poucos conhecimentos ou experiência, que oferece apoio, orientações e ajuda para compreender e tirar o máximo partido das mais recentes soluções nestes domínios.

A robótica e a inteligência artificial andam cada vez mais de mãos dadas

A IFR vai organizar a sua Assembleia Geral deste ano na RobotHeart, de 9 a 12 de outubro. Porque escolheram esta feira?

Escolhemos Itália devido ao seu papel cada vez mais decisivo no mercado da robótica industrial, ao seu compromisso permanente com questões como a educação, a formação e a investigação, à sua oferta de alto nível em termos de soluções inovadoras e à presença de numerosas start-ups na área da robótica de serviços.

Em particular, decidimos organizar o nosso encontro na RobotHeart - The art of smart robotics, dedicada à robótica e acolhida pela 34.BI-MU na fieramilano Rho, porque esta feira é o principal evento italiano para os operadores da indústria transformadora. Com a nossa presença, pretendemos destacar a importância da Itália no setor, honrando assim o seu crescimento e contribuição inovadora. Além disso, a assembleia terá lugar perto do final do meu mandato como presidente da IFR, o que torna este encontro ainda mais significativo para mim.

Uma vez que visitou a última (e primeira) edição da RobotHeart, realizada em outubro de 2022, poderia descrever as suas impressões e comentários sobre a mesma?

Devo dizer que fiquei muito impressionada com a edição de 2022. Um grande número de visitantes, uma atmosfera extremamente positiva de intercâmbio, participação e interesse. A iniciativa foi um local ideal para encontros, trocas intensas de pontos de vista, sinergias e perspectivas de alto nível para o mundo da indústria transformadora. Foi uma experiência muito favorável para nós, o que nos convenceu a confirmar a nossa participação também na edição de 2024.

Como presidente da IFR, e também como representante de uma das mais importantes empresas expositoras, o que espera da próxima RobotHeart?

O setor da robótica é atualmente um grande e variado ecossistema, com múltiplos players a operar em várias disciplinas. A RobotHeart demonstrou-o perfeitamente na edição de 2022, acolhendo fabricantes, integradores de sistemas, centros de investigação, universidades e visitantes de diferentes áreas, num ambiente de total partilha.

Por conseguinte, espero que se reforce ainda mais este aspeto, que faz do certame um evento único. A RobotHeart pode e deve ser um 'evento de co-criação”, resultado de um diálogo e debate constantes entre os participantes, um local de troca de ideias e de apresentação de inovações tecnológicas, uma mistura equilibrada de exposição e visão cultural. Porque esta é a base fundamental para o desenvolvimento de novas inovações no mundo da robótica.

(1) A IFR prevê publicar o relatório World Robotics, com dados referentes a 2023, no dia 24 de setembro de 2024.

REVISTAS

Siga-nos

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter InterPlast

    12/06/2024

  • Newsletter InterPlast

    05/06/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

interplast.pt

InterPLAST - Informação profissional para a indústria de plásticos portuguesa

Estatuto Editorial